Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Signo de Escorpião

(23/10 – 22/11)

signo-de-escorpiaoRegente: Plutão (a retroescavadeira cósmica)
Elemento: Água (sensível, imaginativo, sentimental)
Qualidade: fixa (objetiva, parametrizada, estável)

 

 

“Há mais coisas entre o céu e a terra do que imagina a nossa vã filosofia.” Essa famosa frase de uma das peças de Shakespeare ilustra bem o fato de que nos acostumamos a viver numa realidade que acreditamos ser totalmente explicada pelo concreto e pelo racional – coisas que são mais fáceis de serem apreendidas pelos olhos. Mas quem já se dispôs a estudar um pouco fora da realidade estabelecida já sacou que o buraco é bem mais embaixo.

Outro que sabe disso – mas intuitivamente – é o escorpiano. Ele tem um faro incrível para sacar o que rola por baixo dos panos. Fica ali quietinho, na dele, só observando. Enquanto os outros o julgam um sujeito fechado, que não é muito de falar, ele na verdade está falando pelos cotovelos, mas com a energia e as formas-pensamento que circundam a todos nós.

É por isso que as pessoas têm medo dele e o julgam perigoso. Claro, não dá pra controlar (e muito menos enganar) uma pessoa que vê o que ninguém vê! Ela pode nos atacar sem dó nos nossos pontos fracos! Só que julgar todos os escorpianos assim é errado. Assim como há gente de Áries, Touro, Peixes etc. que age para o bem e para o mal, há escorpianos do bem e do mal. É bom parar desde já com essa mania de julgar as pessoas de bate-pronto, né?

A capacidade de ver o que está escondido os atrai naturalmente para o ocultismo e para a magia, ou no mínimo para algum tipo de relação/prática de natureza espiritual. Eles precisam, mais do que o normal, funcionar como canais entre o visível e o invisível – o que normalmente é feito pela prática da mediunidade. Do contrário, a vida fica esquisita e sem sentido, por mais que externamente pareçam andar bem, pois eles não estarão colocando em operação aquilo que vieram fazer no mundo.

Andar nas sombras pode significar, em alguns casos, ir muito fundo. Os escorpianos têm uma ligação com profundezas que os torna pessoas sem muito meio-termo. Conseguem ir até o máximo possível na análise de uma pessoa ou situação e não se aguentam enquanto não vão até o osso. A ligação com as profundezas de qualquer natureza os torna as retroescavadeiras do Zodíaco. Se quiser descobrir algo muito bem escondido, contrate um detetive de Escorpião!
Sendo muito emocionais, como convém a todo signo de Água, eles acabam sendo profundos também com os sentimentos e emoções. Por debaixo daquela aparência sisuda ou aparentemente desencanada se esconde um vulcão. E quando se envolvem com alguém, seguem num verdadeiro vai-ou-racha. Às vezes os relacionamentos pra eles são desgastantes, porque tendem a se jogar de cabeça e sem ponderar, relativizar a situação e/ou o comportamento do outro.

Daí vem a fama de possessivos dos escorpianos. Na verdade, eles querem que o outro se envolva no que rola com a mesma intensidade que eles. E nem todo mundo – aliás, quase ninguém – tem essa mesma disposição ou energia para tanto. Isso não vale apenas para relacionamentos íntimos, mas para todos os tipos de relações humanas em que eles se enfiam.

Aliás, nos relacionamentos íntimos eles precisam relativizar mais as coisas e não achar que só o que sentem é o que deve ser seguido. Embora a ponderação seja difícil não só pra eles, mas pra todos os signos fixos como Escorpião (Touro, Leão e Aquário), se não desenvolverem essa capacidade correm o risco de sofrer muito e de se desgastar inutilmente, sem aproveitar o que um relacionamento tem de melhor. Sexualmente, têm a (merecida) fama de serem muito danadinhos, o que é perfeitamente compreensível – sendo pessoas intensas, nada mais natural do que aplicar essa qualidade naqueles momentos!

Escorpião e os outros signos

  • Áries: sendo ambos intensos, cada um à sua maneira, onde quer que coloquem a mão juntos a coisa pega fogo. Vale em dobro para trabalho e sexo.
  • Touro: a estabilidade do taurino complementa a intensidade do escorpiano e o tranquiliza. Mas, se o taurino entrar numas de ficar estável demais, o escorpiano pode se irritar; e se o escorpiano quiser ir fundo demais, o taurino pode borrar as calças. Amor ou ódio eternos.
  • Gêmeos: este fala com a garganta e não com a mediunidade. Junto com o escorpiano, faz uma boa equipe de transmissão de conteúdo espiritual… Que pode dar uma esticadinha no motel.
  • Câncer: a possessividade escorpiana fica aliviada quando topa com um canceriano, sempre fofo e precisando de colo. Os dois aprendem muito juntos.
  • Leão: outra dupla bem intensa, que dá mais certo profissionalmente. No resto, o leonino pode querer fugir ao menor sinal de ciúme.
  • Virgem: tarado por detalhes, o virginiano satisfaz a neura escorpiana de sempre ir fundo em tudo. Acabam se completando e se ajudando mutuamente.
  • Libra: o escorpiano não entende bem a diplomacia libriana, e pode se irritar ao menor sinal de flutuação de opinião.
  • Sagitário: os dois são filosóficos e se entendem bem por esse lado. Se ficarem discutindo Sócrates demais, vão perder a chance de ganhar dinheiro juntos, pois têm potencial pra isso.
  • Capricórnio: o chefinho adora o funcionário que não sossega enquanto não termina tudo. A melhor parte é que ele conta para os VIPs e o escorpiano se dá bem no final.
  • Aquário: dois bicudos não se bicam. Relacionamento tenso, porque nenhum dos dois arreda pé do que acredita. Profissionalmente até pode dar certo se houver uma ligação com coisas de casa (decoração, arquitetura etc.).
  • Peixes: a percepção fora do normal do pisciano deixa o escorpiano simplesmente maravilhado! Paixão à vista!