Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Signo de Capricórnio

(22/12 – 19/1)

signo-de-capricornioRegente: Saturno (o chefinho chato)
Elemento: Terra (sensual/sensorial, prático, concreto)
Qualidade: cardeal (pioneiro, líder)

 

Quando somos pequenos, nossos pais têm uma porção de expectativas sobre o que vamos ser quando crescer. E, a não ser em casos muito excepcionais, normalmente eles esperam que sejamos profissional e financeiramente bem-sucedidos, atuando em algo tradicionalmente estabelecido e firme na sociedade, com uma aura séria de “pessoa ocupada” – e, se possível, com destaque e aparecendo pro mundo.

Não raro os pais acabam se frustrando, porque um aquariano, por exemplo, pode querer fazer algo radicalmente diferente disso, e um sagitariano talvez queira pegar o mochilão e sair pelo mundo afora pra descobrir o sentido da vida. Mas o capricorniano é aquele que tem como objetivo na vida perpetuar as instituições estabelecidas e fazer exatamente tudo aquilo que papai e mamãe sempre gostariam que ele fizesse (a não ser, é claro, que papai e mamãe sejam alternativos… Essa é a única possibilidade de o capricorniano passar por “revolucionário”).

Para dar conta desse objetivo, o pequeno cabrito não se detém enquanto não o alcança. Aliás, quem tem força no signo de Capricórnio em seu mapa natal pode equiparar sua vida à escalada de uma montanha, em cujo topo fica a fama, o dinheiro, o poder e o status social. Por conta disso, o capricorniano passa horas a mais da juventude trabalhando e estudando, enquanto os outros estão na balada, namorando, viajando e curtindo. É o cara que os outros definiriam como um velho de 20 anos.

Mas, claro, nosso coleguinha não é bobo. Quando ele finalmente chega no topo – e isso acontece normalmente por volta de uns 40 anos –, ele vê que não tem mais nada a conquistar. E agora? Agora, sim, ele se permite relaxar e fazer tudo aquilo que não fez quando era mais novo. Só que ele conta com algumas vantagens: como não se acabou na vida quando era mais novo, está conservadíssimo e não aparenta a idade que tem; e, como ralou bastante e progrediu profissionalmente, tem dinheiro pra gastar na diversão que quiser.

A única coisa da qual ele não abre mão, mesmo não sendo ainda famoso e rico, é de ter alguém por perto. Como bom signo de Terra, Capricórnio é sensual. Mas, em comparação com os taurinos e virginianos, o capricorniano tem mais pressa de casar. (E isso é compreensível: o casamento é um símbolo de status social tradicional. Se bem que as mulheres capricornianas são as que mais estão curtindo a liberação feminina e estão adiando a decisão de casar, tentando primeiro subir o morro profissional antes de subir o morro social.)

Os problemas do capricorniano começam quando ele não consegue progredir na vida. E isso não significa progredir no sentido de ter um emprego bom, estabilidade etc. etc., aquelas coisas que fazem com que a mãe conte a história do filho pra todas as amigas com orgulho. Progredir, pra ele, significa aparecer pro mundo, ter destaque e ser reconhecido. Apesar de determinado e sério, se não consegue isso começa a deprimir, a se achar menos e a não dar valor a todo o resto que conquistou na vida (e um capricorniano nunca passa batido, sempre tem algo relevante pra contar pros netos).

E o capricorniano, não obstante essa força de cabrito montês que tem, não consegue subir sozinho, algo que os signos de Fogo, mais individualistas, conseguem facinho. Ele precisa de uma equipe que cuide dos pormenores enquanto ele vai pensando nos próximos passos. Por isso costuma-se dizer que o capricorniano é o chefinho por excelência, que dá ordem, bota todo mundo pra trabalhar pra ele e anda de olho no trabalho de todo mundo. Não é pra menos. É o objetivo de vida dele que está em jogo.

Sentimentalmente, o capricorniano é sensual e adora estar com alguém do lado, como já vimos. Ele corre o risco de colocar de lado o romance se ele entrar em conflito com seus objetivos de vida – mas, se realmente estiver envolvido, não se segura e já vai reservando a igreja pro casório. Sexualmente, não dá pra dizer que um signo de Terra não seja, digamos, esfuziante, e com estes cabritos não é diferente. Eles são um prato cheio. Precisa dizer mais?

Capricórnio e os outros signos

  • Áries: um dá ordem e o outro faz tudo da própria cabeça. Não dá liga. Se a relação dos dois for de família, é pior ainda.
  • Touro: paixão à primeira vista. O taurino é trabalhador e estável, o que garante ao capricorniano que não haverá sobressaltos em relação a seus planos de conquista do mundo.
  • Gêmeos: se conseguir segurar o geminiano na cadeira, o capricorniano pode encontrar seu melhor funcionário, que encontra saídas para as quais a cabeça mais pé-no-chão do cabrito não está aberta.
  • Câncer: dentre as uniões de signos complementares, esta é a que costuma dar mais certo. Os dois são tradicionalistas até morrer e se ajudam neste mundo em que tudo parece mudar a cada instante. O problema é quando o canceriano delicado tromba nas ordens do capricorniano always the boss.
  • Leão: o capricorniano fica fascinado quando encontra alguém que brilha – e o que ele mais quer é brilhar. Sexualmente, é uma dupla sensacional. Mas, em todo o resto, há o risco de os dois disputarem pra ver quem é que manda.
  • Virgem: o virginiano ganha todos os prêmios de funcionário-padrão da empresa e é o adorado do chefe. Afinal, pros projetos do capricorniano irem em frente, alguém precisa cuidar dos detalhes.
  • Libra: sim, alguém pode mandar no capricorniano, e esse alguém é o diplomático libriano, que sabe direitinho como fazer isso: comendo pelas beiradas.
  • Escorpião: o escorpiano não dá muita bola para o poder estabelecido – gosta mais do poder pessoal. Mas talvez seja justamente por ensinar um pouco disso para o capricorniano que os dois se dão bem.
  • Sagitário: o sagitariano é um grande ponto de interrogação na cabeça do capricorniano. Como alguém pode ser tão alheio a tudo que ele acha mais importante?
  • Aquário: este também tem qualidades de liderança e pode dar trabalho para o chefe. Mas, se largarem mão de besteira, poderão fazer muito dinheiro juntos.
  • Peixes: a empresa precisa de um departamento de imprensa! E só o pisciano tem condições de juntar toda a maçaroca e transformar isso em publicidade. O capricorniano fica feliz a cada campanha!